Edmur

Reparos no Imóvel

Listamos as principais taxas que você poderá encontrar em seu boleto. Caso você não encontre, entre elas, o lançamento que lhe gerou dúvidas, por favor, contate nosso setor financeiro.

  • SEGURO INCÊNDIO
  • IPTU
  • CONDOMÍNIO
  • IRRF (IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE)
  • PAGAMENTO DO MEU ALUGUEL

Conforme a Lei nº 8.245 de 1991, artigo 22, inciso VIII, todo imóvel locado deve ser segurado contra incêndio. A referida lei, visando à segurança de sua propriedade, estabelece que o seguro incêndio deve ser contratado antes mesmo da ocupação pelo inquilino.

Para preservar sua responsabilidade contratual, o valor correspondente a esse seguro constará no boleto mensal de aluguel durante toda a vigência do seu contrato.

Além do seguro contra incêndio, você tem acesso a serviços de assistência residencial, como chaveiro e reparos hidráulicos e elétricos. A consulta de informações mais precisas e os agendamentos para utilização desses serviços podem ser acessados no site da seguradora contratada (o CPF ou CNPJ de locatário deverá ser fornecido)

Seu IPTU poderá estar ou não lançado em seu boleto de aluguel. Isso dependerá do que ficou negociado em seu contrato.

Para contratos com IPTU inclusos em fatura, o valor total do tributo será parcelado em 12 vezes, o que permite que você pague o imposto predial somente pelo período em que ocupar o imóvel.

Seu contrato poderá ter previsão de isenção de taxa condominial. Porém, via de regra, a responsabilidade sobre o pagamento de taxa condominial é do morador locatário.

A taxa condominial prevê lançamentos de duas modalidades, despesas ordinárias e extraordinárias.

DESPESAS ORDINÁRIAS (cuja responsabilidade é do locatário):

· Salário, férias, décimo terceiro e encargos trabalhistas dos funcionários

· Consumo de gás, água, esgoto, luz (uso comum)

· Limpeza, conservação e pintura das instalações e áreas de uso comum

· Manutenção de elevadores, portões, interfones, iluminação, antenas coletivas e alarmes

· Manutenção e conservação de equipamentos hidráulicos e elétricos, de uso comum

· Manutenção e conservação de equipamentos de uso comum, destinados à prática de esporte e lazer

· Rateios no saldo devedor, salvo se referentes ao período anterior à locação

· Todas as despesas específicas para a administração do prédio

DESPESAS EXTRAORDINÁRIAS (cuja responsabilidade é do locador)

· Substituição de elevadores

· Pintura externa do prédio, mudança da fachada

· Aquisição de sistema de segurança, incêndio, telefonia, esporte ou lazer

· Construção de área de esporte ou playground

· Paisagismo (projeto, não manutenção de jardim/jardinagem)

· Aquisição de mobiliário para recepção ou outros

· Obras de reforma ou acréscimos na estrutura do prédio

· Fundo de Reserva, Fundo de Obras e Fundo de Pintura

Esse lançamento se aplica a locações para empresas locatárias (PJ).

A tributação é imposta por lei e a retenção é feita na fonte do rendimento (pagamento do aluguel).

Nesses casos, a empresa locatária obtém o desconto do valor do tributo, estipulado conforme a tabela da Receita Federal.

A empresa locatária é obrigada a emitir uma DARF para recolher, no período, o mesmo valor correspondente em imposto de renda.

ATENÇÃO: É obrigação da empresa locatária proceder o envio do comprovante de recolhimento do imposto referido (DARF) para a Imobiliária até o dia 20 de cada mês (data final do prazo legal para recolhimento).

O desconto do imposto retido na fonte afeta diretamente compromissos fiscais das partes no contrato de locação e não será aceito prejuízo nesse sentido.

Mensalmente você encontrará seu próximo boleto disponível para pagamento em seu LOGIN.

As cobranças ficarão acessíveis sempre com 5 (cinco) dias de antecedência e até 20 (vinte) dias após o vencimento. Após esse período, será necessário entrar em contato com a imobiliária solicitando nova emissão.

O boleto poderá ser pago através de agências bancárias, Internet Banking, DDA (Débito Direto Autorizado), caixas eletrônicos ou em qualquer outro posto de recebimento autorizados por instituições bancárias.

Caso tenha alguma dificuldade de acessar seus títulos, por favor, entre imediatamente em contato através de um de nossos canais de atendimento.

Lembramos que práticas não autorizadas como forma de pagamento não incorrerão na quitação de cobranças devidas. São elas:

• Pagamento mediante indevida alteração ou prorrogação do vencimento dos títulos em ambiente web

• Pagamento com cheques

• Depósitos em conta corrente da empresa

• Pagamento em agência após 20 (vinte) dias do vencimento

• Pagamento em espécie na Imobiliária